segunda-feira, 29 de junho de 2015

Síria


Nos últimos três anos, a Síria ganhou destaque no noticiário internacional devido à guerra civil que assolou o país e foi responsável por mais de 190 mil vítimas fatais, além de milhares de desabrigados e refugiados.
O cenário é quase de cidades-fantasmas. Muitos cristãos perderam propriedades, empregos e entes queridos, alguns devido aos constantes bombardeios, outros,  ao caráter religioso que a guerra tomou. O povo está com medo. Acontecem tiroteios e bombardeios 24 horas por dia. Há pessoas que, por medo das explosões, não dormem mais na cama; dormem no corredor da casa, que é o local mais protegido. Assim como acontece no Iraque, na Síria o extremismo islâmico é responsável pela perseguição severa à qual os cristãos são submetidos diariamente.
A oposição síria está se ‘islamizando’ de forma crescente e os cristãos tornaram-se mais vulneráveis em todas as esferas da vida. Fontes locais relatam que muitos deles foram raptados, feridos ou mortos e muitas igrejas foram danificadas e destruídas. Além disso, o grupo radical Estado Islâmico, sediado no país, tem executado categoricamente todo aquele que não se submete ao islamismo, com o objetivo de formar um Califado sob a lei islâmica (Sharia). 
Além disso, ex-muçulmanos sofrem com a desconfiança provocada pela polícia secreta. Eles têm medo de contar sua história às pessoas, mesmo aos amigos. E a Igreja, por sua vez, tem medo de receber esses convertidos, pois desconfia de que possam ser agentes do governo disfarçados – o que não é impossível de acontecer.
Mesmo diante de todo esse contexto, há cristãos firmes em seu propósito de servir ao Senhor.
“A oração é a melhor arma que temos”, diz uma cristã síria.
Fonte : Missão Portas Abertas

quinta-feira, 18 de junho de 2015

Iraque


Em 2014, a liberdade religiosa se deteriorou seriamente para os cristãos sob a influência do estabelecimento de um califado pelo Estado Islâmico (EI), em grande parte do Iraque. Uma de suas metas é esvaziar o país de cristãos.
Prova disso é que, nos últimos meses, milhares de cristãos têm sido forçados a abandonar suas casas somente com a roupa do corpo; a maioria fugiu, principalmente de Mosul, como resultado da violência que se estendeu por essa e muitas outras cidades. Além disso, cristãos de origem muçulmana frequentemente enfrentam oposição não apenas dos extremistas, como também de suas famílias e comunidades (a lei iraquiana afirma que cada cristã nascida no país, mesmo em uma família cristã, sob contexto muçulmano, deve ser registrada como muçulmana).
Desde 1994, a Portas Abertas está no Iraque, servindo esses irmãos. E, hoje, o trabalho é ainda mais urgente e intenso. Cristãos refugiados precisam de auxílio para prosseguir a vida e sustentar sua família onde estão. Os poucos que permaneceram precisam de abrigo, alimento, água e remédios.
Em 2003, havia mais de um milhão de cristãos no Iraque. Hoje, restam menos de 350 mil por causa dos ataques contra a Igreja.
Fonte : www.portasabertas.org.br

sexta-feira, 12 de junho de 2015

Somália

 

No segundo país mais opressor dos cristãos, o luto e a dor da perda estão presentes em muitas casas. Há um forte movimento para limpar o cristianismo do país, encabeçado, principalmente, pelo grupo militante islâmico Al-Shabaab, que ataca os cristãos e as comunidades locais. Pais e filhos são mortos unicamente por se identificarem como seguidores de Jesus. Para os somalis, quem abandona a fé islâmica para converter-se ao cristianismo é infiel e merece morrer.

Líderes islâmicos e funcionários do governo reforçam publicamente que não há espaço para cristãos na Somália. Por um longo período, a falta de leis no país abriu espaço para o crescimento do extremismo religioso. Somente em 2012 o povo elegeu seu primeiro presidente, após mais de 20 anos sem um governo central.

A pressão sobre a minúscula comunidade cristã tem aumentado significativamente. Os poucos cristãos – uma soma de aproximadamente mil praticantes em uma população de mais de nove milhões de pessoas – são fortemente perseguidos e devem praticar sua fé em segredo. Alguns foram, inclusive, forçados a fugir para viver em outros países.

Apesar da forte perseguição, muitos cristãos, mesmo que secretamente, têm guardado sua fé em Cristo e não desistem de segui-lo.

terça-feira, 9 de junho de 2015

Coreia do Norte

Há 13 anos, a Coreia do Norte tem sido o lugar mais difícil do mundo para um cristão praticar sua fé; um recorde desde que a Classificação da Perseguição Religiosa foi criada, em 1994. Nenhum outro país ficou por tanto tempo ocupando a posição de maior destaque da lista.
Considerada hoje a nação mais fechada do mundo por suas políticas de isolamento, a Coreia do Norte é um mundo à parte, onde servir a Deus custa um alto preço. Qualquer atividade religiosa é vista como uma forma de revolta contra os princípios socialistas do governo e contra o culto à personalidade do líder, Kim Jong-Un.
Ser cristão na Coreia do Norte significa ser proibido de professar sua fé abertamente. Forçados a viver somente em segredo, os cristãos não ousam compartilhar sobre a sua fé nem mesmo com seus familiares, por medo de ser enviados a campos de trabalho forçado (onde estão presos cerca de 50 a 70 mil cristãos). Uma pessoa descoberta em atividade religiosa está sujeita a detenção, desaparecimento, tortura e até mesmo execução pública.
No entanto, apesar das dificuldades enfrentadas, a Igreja continua perseverando e está crescendo: há cerca de 400 mil cristãos no país.
“Através da fé, venceremos as dificuldades e o sofrimento. E, também, confortados pela fé, conseguiremos prosseguir”, diz um cristão norte-coreano.
Última atualização em 21/1/2015
Fonte: https://www.portasabertas.org.br/cristaosperseguidos/perfil/coreiadonorte/

domingo, 31 de maio de 2015

Esposa, Mãe, Missionária

Quando me converti, desejava ser uma ´missionaria´, pregar a Palavra de Deus aos que não conhecem.
Na medida que o tempo passou, e os filhos chegaram, compreendi minha importante função como esposa e mãe.
O nosso testemunho de vida, viver o evangelho, dar Jesus para as pessoas, isto fala muito mais que palavras.
Ser fiel no pouco, então Deus vai acrescentar a cada dia mais, segundo à vontade Dele para cada uma de nós.
O ministério de ser mãe é maravilhoso e de muita responsabilidade.
Saber que Deus confiou nas nossas maõs, os nossos filhos, para que cresçam nos caminhos do Senhor é uma grande tarefa e serviço.
Precisamos buscar sabedoria do alto para instrui-los no Temor do Senhor.
Espero que cada mãe possa se dar o seu devido valor. Compreendendo que Deus nos confiou os nossos filhos.
Nossa própria família está em 1º lugar de importância. Não sejamos negligentes!

"Ensina a criança no Caminho em que deve andar, e mesmo quando for idoso não se desviará dele!" (Proverbios 22:6).

terça-feira, 15 de abril de 2014

MINHA FAMÍLIA É UMA BENÇÃO

Nascemos em uma família Maravilhosa! Um campo Missionário Gigante! Onde podemos Servir, Testemunhar, Compartilhar nossas alegrias e nos sentimos nus, diante das nossas fraquezas.

Na nossa família, a nossa Vida diz mais alto que nossas Palavras. Nossas atitudes revela o intimo do nosso coração. Nossa responsabilidade está na nossa família! Cada Um da nossa parentela tem a oportunidade de conhecer a Cristo, através de nós. Precisamos valorizar atitudes tão simples, como por exemplo : ligar no dia do aniversário, fazer uma visita...enfim, ajudar quando eles mais precisam. E Deus estará trabalhando no silêncio. Quando pensamos que é impossível, eles se rendem ao Senhor.

Plantamos muito, muitos anos, com Amor e Carinho. E devagarzinho você colhe os frutos. E seu coração se enche de alegria, quando Um a Um se converte. E as vezes, mesmo no leito de morte você Vê a Misericordia e o Amor de Deus Resgatando-os.

Infelismente vemos pessoas que ao se converterem `abandonam` a sua própria família. E isto é um mal testemunho! Mas que com Sabedoria do Alto venhamos aproveitar a Porta Aberta que temos com a nossa parentela.

MAS, SE ALGUMA VIÚVA TIVER FILHOS, OU NETOS, APRENDAM ELES PRIMEIRO A EXERCER MISERICORDIA PARA COM NOSSA PRÓPRIA FAMÍLIA, E A RECOMPENSAR A SEUS PROGENITORES , PORQUE ISTO É BOM E AGRADÁVEL DIANTE DE DEUS
  (I TIMOTEO 5:4).






 
 

 

quarta-feira, 1 de maio de 2013

COREIA DO NORTE

Os norte-coreanos que exercem a fé cristã em seu país e que não reconhecem o ditador Kim Jong- Un como divindade são presos em centros de detenção e privados de alimentação, segundo informações do Acontecer Cristiano. A agência aponta que imagens de satélite localizaram campos de concentração nos quais estão sendo mantidas cerca de 200 mil pessoas, consideradas pelo governo da Coreia do Norte como criminosas religiosas. 
Mesmo com toda a impossibilidade de exercer a fé, sob o risco de serem condenados à prisão perpétua ou pena de morte, os cristãos secretos na Coreia do Norte somam entre 200 e 400 mil. A sentença é dada àqueles que são flagrados cultuando a Deus ou carregando uma Bíblia.
Fonte : Missões Portas Abertas


É o País número 1 em perseguição religiosa.
Quase toda população fala somente a língua Coreana e recebem pouquíssimo alimento para comer.
Mais todos são alfabetizados e tem de obedecer o rigor que o governo impõe.
Vamos orar para que o Inglês seja introduzido na Educação deste País e que o governos atual venha cair. Que o Senhor continue sustentando o seu povo que vive lá.

domingo, 11 de novembro de 2012

Moravianos

A Igreja tem uma história. Sua história é marcada por tribulações e missões, perseverança e missões, experiências e missões, esperanças e missões, paixão e missões, sangue e missões, perseguições e muitas missões, moveres e missões.
A essência missionária da Igreja é indestrutivel, porque se tirarmos ou inibirmos ou pervertermos a natureza missionária da Igreja, não seremos mais Igreja, mas apenas parecido com Ela.
Seria como tirar o genes reprodutor da videira e ela não poder mais produzir uvas.  Os Moravianos são um bom exemplo para nós, de reprodutores da Videira Verdadeira.
Os Moravianos foram os primeiros Protestantes a colocar em prática a idéia de que a evangelização dos perdidos é dever de toda a igreja, e não somente de uma sociedade ou de alguns indivíduos. Os Moravianos, contudo, criam que as missões são responsabilidade de toda a igreja local. Paul Pierson, missiólogo, escreveu: “Os Moravianos se envolveram com o mundo de missões como uma igreja, isto é, toda a igreja se tornou uma sociedade missionária”. Devido ao seu profundo envolvimento, esse pequeno grupo ofereceu mais da metade dos missionários Protestantes que deixaram a Europa em todo o século XVIII.
Primeiro, eram profundamente dedicados ao Senhor Jesus Cristo. Eram extremamente cristocêntricos. Eram comerciantes. De fato, os dois primeiros missionários que foram enviados eram coveiros por profissão! As próximas duas pessoas que enviaram, um era carpinteiro e o outro, oleiro. Os Moravianos abriram o ministério ao leigo e a ministração às mulheres, antecipando J. Hudson Taylor nessa questão mais de cem anos antes;  criaram a estratégia missionária de fazedores de tendas (o missionário trabalhar e se auto-sustentar no país). Os Moravianos foram as pessoas que viviam na periferia da sociedade. Devido aos Moravianos terem sido pessoas sofredoras, podiam facilmente se identificar com aqueles que sofriam. Eles iam àqueles que eram rejeitados por outros. Dificilmente qualquer missionário seria mandado para a costa leste de Honduras ou Nicarágua. Essas partes da América Central eram inóspitas. Lá, contudo, estavam os Moravianos. Isso era característico da vocação missionária deles;  eles se dirigiam a pessoas receptivas. Devido ao fato de os Moravianos crerem ser o Espírito Santo o “Missionário” primário, aconselhavam seus missionários a “procurarem as primícias. Procurarem aquelas pessoas que o Espírito Santo já havia preparado, e trazer-lhes as boas novas ”; eles colocavam o crescimento do reino de Cristo acima de uma expansão denominacional. A obra missionária Moraviana era regada de oração. Quando o avivamento espiritual ocorreu em 1727, começaram uma vigília de virada de relógio, vinte e quatro horas por dia, sete dias por semana, trezentos e sessenta e cinco dias por ano. Alguém, certa vez, perguntou a um Moraviano o que significa ser um Moraviano. Ele respondeu: “Ser um Moraviano e promover a causa global de Cristo são a mesma coisa”.

segunda-feira, 30 de julho de 2012

PARA REFLETIR

H.CARLOS SPURGEON (1834-1892) -"O PRÍNCIPE DOS PREGADORES" . . “O fato é que muitos gostariam de unir igreja e palco, baralho e oração, danças e ordenanças. Se nos encontramos incapazes de frear essa enxurrada, podemos, ao menos, prevenir os homens quanto à sua existência e suplicar que fujam dela. Quando a antiga fé desaparece e o entusiasmo pelo evangelho é extinto, não é surpresa que as pessoas busquem outras coisas que lhes tragam satisfação. Na falta de pão, se alimentam com cinzas; rejeitando o caminho do Senhor, seguem avidamente pelo caminho da tolice".

Jõao Calvino -Nenhum verdadeiro cristão pertence a si mesmo.

George Davis - Se seu cristianismo é confortável, está comprometido.

Paul O. Kroon -Nosso alvo deve ser um cristianismo que, como a seiva de uma árvore, corra por todo o tronco e folhas de nosso caráter, santificando tudo.

Samuel Wilberforce- A paz, se possível, mas a verdade, a qualquer preço.

Agostinho - Deus nos escolhe! Qual o critério? Haveria em nós alguma coisa que chamasse a atenção de Deus, uma qualidade a mais, uma dedicação a mais? Na verdade, nada. Ele nos escolhe em Cristo; esse mesmo Cristo que morreu por nós, sendo nós ainda pecadores. Aí, pois, se acha o critério: a graça de Deus que se concretiza em Cristo. E graça, para deixar bem claro, é o amor que o pecador recebe, mesmo sem merecer.

Martinho Lutero

" É claro que quem vive e morre não regenerado não pode ser salvo. Não há salvação da desgraça eterna para quem não foi libertado do estado de pecado. Se pudéssemos ser salvos sem a regeneração, sem a renovação das nossas naturezas, não haveria conseqüentemente a necessidade de que todas as coisas fossem criadas novamente por Jesus Cristo"

" Nada se esquece mais lentamente que uma ofensa e nada mais rápido que um favor. "

" A humildade dos hipócritas é o maior e o mais altaneiro dos orgulhos. Não nos deixemos iludir, em religião, como em tudo mais, conhecimento é poder. (...) Nada, nem fervor, nem devoção, nem zelo, podem afastar a necessidade de conhecimento. Se conhecimento sem zelo é inútil, zelo sem conhecimento é ainda pior, é positivamente destrutivo"






domingo, 22 de julho de 2012

Ramadã: tempo de festa e busca espiritual

Dia 20 de Julho de 2012 começa o ramadã no Egito. Esse mês traz consigo uma atmosfera cultural e religiosa diferenciada, pois trata-se da celebração de um dos pilares do islamismo

Share O ramadã é o mês islâmico em que os muçulmanos de todo o mudo jejuam. Por 30 dias, eles não comem nem bebem nada, do nascer ao pôr do sol
iftar – a primeira refeição ao fim do jejum – deve ser bastante farta.

A produtividade, no geral, é bem baixa durante o mês, tendo em vista que todos se encontram bastante cansados. Os ânimos ficam bastante instáveis, e dirigir para casa a tempo do iftar (a primeira refeição ao fim do jejum) é um pesadelo!

Ao mesmo tempo, a consciência da prática religiosa aumenta drasticamente, mais do que qualquer outro mês do ano. Durante o ramadã, os muçulmanos costumam ler o Alcorão extensivamente, muitas vezes em voz alto, em lugares públicos como no ônibus, no trabalho e, claro, em casa. Como este é um mês "santo" no islã, há a promessa de que serão mais bem recompensados pelas "boas obras", esperando que algumas das coisas más realizadas durante o ano passado sejam apagadas!

Muitos muçulmanos distribuem gratuitamente cestas básicas, montam mesas de iftar nas calçadas, para os transeuntes que talvez não tenham tempo de chegar em casa a tempo de quebrar o jejum à noite. E, claro, o ramadã também é o mês em que os muçulmanos tentam ganhar os "infiéis" para o islã, tentando converter os vizinhos, colegas e amigos cristãos....

Fonte : Portas Abertas Internacional

Irmãos, vamos clamar ao Senhor Jesus, para que Ele se revele através de sonhos e visões para os mulçumanos !
È um povo que está numa busca espiritual, e que a única  Verdade que é o Senhor Jesus eles venham encontrar.


terça-feira, 3 de julho de 2012

John Wesley

No dia 24 de maio de 1738, na rua Aldersgate, em Londres, Wesley passou por uma experiência espiritual extraordinária, é assim narrada em seu diário:

"Cerca das oito e quinze, enquanto ouvia a preleção sobre a mudança que Deus opera no coração através da fé em Cristo, senti que meu coração ardia de maneira estranha. Senti que, em verdade, eu confiava somente em Cristo para a salvação e que uma certeza me foi dada de que Ele havia tirado meus pecados, em verdade meus, e que me havia salvo da lei do pecado e da morte. Comecei a orar com todo meu poder por aqueles que, de uma maneira especial, me haviam perseguido e insultado. Então testifiquei diante de todos os presentes o que, pela primeira vez, sentia em meu coração".

Nos 50 anos seguintes, Wesley pregou em média de três sermões por dia; a maior parte ao ar livre.

Frases John Wesley :

"Por que toda vida eu faço as mesmas coisas e cometo os mesmo erros se sei que estes erros vão me deixar mal".

"Todo cristão deve estar pronto para morrer, ou para pregar."

"Cuidado para não ser tragado pelos livros! Um grama de amor vale mais que um quilo de conhecimento.
Uma pessoa pode ir à igreja duas vezes por dia, participar da ceia do Senhor, orar em particular o máximo que puder, assistir a todos os cultos e ouvir muitos sermões, ler todos os livros que existem sobre Cristo. Mas ainda assim tem que nascer de novo".

 “Faça todo o bem possível, por todos os meios possíveis, de todos os modos possíveis, em todos os lugares possíveis, em todas as ocasiões possíveis, a todas as pessoas possíveis, tanto quanto for possível.”

 “Vocês não tem nada a fazer, senão salvar almas. Portanto, gastem tempo e sejam gastos nessa obra. Devem ir sempre não apenas ao encontro dos que precisam de vocês, mas principalmente daqueles que mais necessitam de vocês.”

 “A autêntica experiência de salvação é transformadora. Ou impacta a orientação total da vida ou não é autêntica.”

 “Eu creio que a santificação seja a vida de Deus na alma do homem, uma co-participação da natureza divina (2 Pe 1.14), o sentimento que houve em Cristo (Fp 2.5), ou a renovação do nosso coração segundo a imagem daquele que nos criou (Cl 3.10)”

 “Vossa própria natureza é dar sabor a tudo quanto vos rodeia. É da natureza do divino sabor que existe em vós expandir-se em tudo quanto tocardes, difundir-se por todos os lados, atingindo a todos aqueles em cujo meio estiverdes. Esta é a grande razão pela qual a Providência de Deus vos misturou com os outros homens, de modo que as graças, quaisquer que sejam, que de Deus houverdes recebido, possam ser comunicadas através de vós ao demais homens.”

 “É o simples e antigo cristianismo o que prego, renunciando e detestando todas as outras marcas de distinção. Porém, dos verdadeiros cristãos, qualquer que seja sua denominação, desejamos ardentemente em nada nos distinguir… por questão de opiniões e termos, não destruamos a obra de Deus. Amar e temer a Deus? Isso é o bastante! Te estendo a mão direita do companheirismo”.

 “Uma piedade azeda (amarga) é religião do diabo”.

segunda-feira, 11 de junho de 2012

A Justiça de Deus

"Deus não é injusto, Ele não se esquecerá da vossa obra, e do amor que para com o seu nome mostrastes, pois servistes e ainda servis aos santos. Desejamos que cada um de vós mostre o mesmo zelo até o fim, para completa certeza da esperança. Não desejamos que vos torneis indolentes, mas sejais imitadores dos que pela fé e paciência herdam as promessas" (Hebreus 6: 10-12).

Irmãos a Justiça de Deus é grandiosa e maravilhosa!
Deus não vê como o homem vê, mais Deus olha para o nosso coração.
Precisamos buscar que a Vida de Cristo se manifeste em nós, que o Governo de Deus Reine em nossos corações, somente daí, poderemos Viver a Vida Cristã Normal.
Não vos torneis indolentes, Não podemos ser indiferentes com nossos irmãos, mais sim, através da Vida de Cristo, venhamos a ter UM SÓ CORAÇÃO, com nossos irmãos!

"Era um o Coração e a alma da multidão dos que criam" (Atos 4:32)
Viver o Evangelho significa Viver o que a Biblia diz, e através da Vida de Deus (que já está em nós), está Vida precisa se manifestar, então quando nos esvaziamos de nós mesmos, do nosso velho homem, das vãs tradições, e de tudo aquilo que se chama "carne", daí então a Vida de Cristo poderá se manifestar.

Moises aprendeu durante 40 anos, a sabedoria do mundo, então ele precisou de mais 40 anos para desaprender tudo aquilo que o fazia "grande e sábio", e no momento que ele se achava um "nada", neste momento Deus usou-o tremendamente para manifestar a vontade Deus e do "Modo/Jeito" de Deus.

O tempo de Deus não é limitado em (dias, meses e anos), e TUDO aquilo que Deus deseja cumprir nas nossas vidas, Ele vai cumprir no tempo Dele.
Todas as suas promessas para nós, Ele vai cumprir. Mesmo que as circunstancias mostrem o contrário, mais nossa Vida é pela Fé. Não andamos pelo que vemos, mais precisamos contemplar Cristo, Viver para Cristo, estar firmes em Cristo, porque CRISTO É SUFICIENTE, ELE é tudo o que precisamos.

Irmãos Deus está conosco, Ele nos Vê, então vamos AGRADA-LO!